Para Profissões

Declaração a uma professora

(nome),

espero que você não me reprove pela ousadia de escrever-lhe, visto que eu a conheço há tão pouco tempo. Entretanto, esse pouco tempo já foi suficiente para perceber o porquê das crianças se apaixonarem pelas professoras. Serão todas tão lindas quanto você?
Olha, nessas coisas do amor eu me considero um completo ignorante... não, não quero dizer que eu seja burro e, inclusive, acredito piamente que se você me explicar direitinho como se resolvem as equações do coração, eu vou acabar aprendendo a fórmula exata para me aproximar de você de um modo, digamos, extracurricular; ou seja, para uma atividade extraclasse.
Minha querida, permita-me tratá-la assim, por favor, hoje eu acordei com um desejo incrível de voltar à infância só para poder invadir correndo a sua sala de aulas com uma rosa na mão e, depois, um tanto acanhado, receber um beijinho no rosto e um cafuné na cabeça, sob os risos e as brincadeiras de toda a classe.
Sabe professora, se você realmente olhar com atenção para mim, vai perceber que eu tenho me comportado muito bem; não tenho sido peralta, tenho estado presente antes mesmo de você fazer a chamada e tenho prestado muita atenção a cada palavra sua, a cada pausa silenciosa em seus discursos, e a cada um dos seus gestos, mesmos os mais singelos, como prender os cabelos ou limpar as mãos sujas de giz no avental tão branco quanto o giz.
Querida professora, saiba recompensar essa minha imensa atenção e dê uma passadinha lá em casa pra que eu possa lhe mostrar meu boletim.

Com respeito e admiração,
(assinatura)