Para Profissões

Declaração de amor ao Açougueiro

Querido (nome)

Como eu poderia não estar encantada com alguém que conhece tão bem os prazeres da carne? Sabe que eu fico estupefata ao ver a sua habilidade em manipular um lombinho ou pegar nas costelinhas?
É verdade que às vezes eu fico meio preocupada com a sua integridade física, fico com medo que você machuque seus dedinhos com aquelas facas imensas e tão bem afiadas. Mas, quase que instantaneamente eu me tranquilizo, pois lembro que você sabe muito bem onde bater com o seu facão, não é meu bem?
Outra coisa que me atrai em você, ou melhor, no seu estabelecimento, é a balança... cada vez que você deixa eu me pesar nela sinto-me muito magrinha. Parece milagre! Eu perco uns 10% do peso de um instante para o outro! É melhor que spa ou aula de aeróbica, onde ou se gasta a maior grana pra passar fome ou tem que suar barbaridade pra perder uns míseros graminhas...
Meu querido, não descarte o meu amor porque isso se se faz com o sebo e a pelanca, não é? Aliás, por que você não passa lá em casa pra gente organizar um churrasco íntimo? Sugiro que você traga um longo espeto e aquela boa lingüicinha, pois meu fogo está aceso há muito tempo e o meu coração arde mais do que um braseiro sempre que eu penso em você.
Querido, não descarte o meu amor, pois você sabe que isso só se faz com o sebo e as "aponevroses" (pelancas), não sabe?

Beijos da sua
(assinatura)