Sedução

Ontem sonhei contigo...

Querido (nome),

a gente fica trocando mensagens pelo computador e se conhece mais virtualmente do que pessoalmente, então, pode parecer estranho o que eu vou te contar agora, mas essa noite sonhei com você!
O pior (ou melhor, não sei, pois isto é você quem vai dizer) é que não foi um sonho comum. Foi um tipo de sonho que eu nunca sonhara antes ou se já sonhara assim, foi há muito tempo e nem me lembro mais...
Mas, não fique assustado, porque foi um sonho bom. Tão bom que eu acordei apressada, com um desejo louco de transformá-lo em realidade o mais rapidamente possível, e é por isso que estou lhe enviando este bilhetinho assim tão cedo, embora me sinta um tanto constrangida em confessar o que sonhei...
Mas, vamos lá... Sabe o que é? É que no meu sonho você não estava exatamente vestido com essas roupinhas bonitas com as quais você vem trabalhar todos os dias. No meu sonho não havia nenhum paletó sobre os seus ombros, nenhum sapato pressionando seus dedos e nenhuma gravata apertava o seu imaculado colarinho.
No meu sonho, (nome), não precisei me esforçar nem um pouquinho para tentar adivinhar a fragrância do seu after-shave, mesmo porque você estava com a barba ainda por fazer, e eu, mesmo dormindo, parecia perceber apenas um cheiro bom, forte e muito másculo!
Olha, pra terminar, tenho que dizer mesmo a verdade: no meu sonho, você não vestia roupa alguma. Apenas uma toalha bem curtinha ameaçava cair pelas suas pernas... Quando caiu, eu acordei! Bem, não sei o que você vai pensar de mim, depois de eu te dizer tudo isso, mas saiba de mais uma coisa: que eu sonhei, sonhei!

Um beijo da
(assinatura)