Saudade

Não bastam os telefonemas

Meu amor,

já não sei o que fazer para aplacar este sede de te ver, para adoçar um pouco o amargor destes dias que demoram a passar, para poder me aproximar outra vez de você, te pegar pelas mãos, dar-te um abraço e um beijo e dizer, mais uma vez, o quanto eu te amo!
Já não bastam os telefonemas... Sinto falta da tua presença, da visão do teu rosto, do som claro da tua voz tocando diretamente os meus ouvidos, ao invés de percebê-la apenas através dos longos cabos telefônicos.
Meu amor, quero que você saiba que eu não consigo te esquecer em nenhum momento do dia ou da noite, pois os meus sonhos mais recorrentes são aqueles em que eu reencontro você, são aqueles que me dão a sensação de que estamos juntos novamente, e que me fazem pensar, mesmo por breves instantes, que a tortura de estar longe de você chegou ao fim!
Gostaria que o telefone tocasse outra vez, sim, mas para me informar que você está voltando, louca de vontade de me ver, aflita por me abraçar e para se entregar aos meus atenciosos carinhos.
Tudo o que eu peço a Deus é que esta minha espera não se prolongue por muito tempo!

Beijos e saudades,
(assinatura)