Sedução

Confesso: o apaixonado sou eu!

Querida (nome),

há algum tempo eu lhe disse que havia alguém interessado em você. Você ficou curiosa, mas ao mesmo tempo não demonstrou toda aquela vontade em saber quem seria o suposto pretendente. Disse-me que estava pensando em dar um tempo, em ficar um pouco sozinha...
Acontece que eu insisti no assunto e, em várias oportunidades, repeti o meu "alerta" de que havia alguém bastante interessado em tê-la próxima, bem próxima, muito mais do que tê-la como amiga, esta pessoa gostaria mesmo é de tê-la como namorada, como companheira...
Discreta, essa pessoa que sempre sonhou em abraçá-la, em beijá-la, em sentir o calor do seu corpo no próprio peito, de sentir o seu hálito em sua própria boca, sempre disfarçou seus sentimentos, até o limite do possível.
No entanto, agora se tornou impossível continuar escondendo o nome dessa pessoa. Agora se tornou impossível esconder que quem está apaixonado por você, que quem quer tê-la como namorada e companheira constante, não é ninguém que nunca tenha se aproximado o suficiente de você ao ponto de notar o quanto você é bela e adorável!
Minha querida, a pessoa que te ama - e há muito tempo! - sou eu.

Espero que você não se assuste com esta confissão e aceite um beijo carinhoso do,
(assinatura)