Para Profissões

Declaração de amor ao Tabelião

Olha, você que está aí perdido em meio a esses papéis, carimbos e assinaturas... Será que não percebe que eu deixo a fila inteira passar à minha frente só para ser atendida por você? Você bem que poderia estar atento para perceber que pode terminar essa bendita Escritura aqui em casa, num ambiente mais calmo!
Ou "este seu olhar/quando encontra o meu" não passa de um documento falso, de algo não oficial, sem firma reconhecida em cartório?
Sabe, meu querido, não preciso fazer uma Procuração para que alguém me represente perante você, não preciso que você saiba através de terceiros que eu estou completamente apaixonada e que preciso do seu nome completo para incluí-lo no meu testamento. Melhor, quero fazer-lhe uma Doação em Vida, quero dar tudinho que eu tenho para você!
Acho que essa porção de documentos, computadores, guias e ofícios estão lhe deixando desatento demais para as coisas que realmente têm valor nesse mundo, como o amor e a afeição. Você parece maluco: só consegue pensar nas suas receitas com Emolumentos e esquece de vir aqui em casa provar a minha receita de Floresta Negra!
Assim não dá. Tenha um pouco mais de flexibilidade, deixe de agir como se fosse um autômato e preste um pouco mais de atenção em mim. Ou você ainda não percebeu que o meu maior desejo é ver os nossos nomes juntinhos numa determinada Certidão... Querido, tenho certeza de que Lavraremos felizes para sempre!
Se você quiser ser um pouco mais ousado e fazer de conta que seus lábios são carimbos, pode até me autenticar duas vezes: uma na frente e outra no verso; digo, um beijo na testa e outro na nuca. Juro que eu vou gostar! A propósito, comprei uma almofada nova. Ela está cheia de tinta esperando o seu carimbo datador para experimentá-la!

Beijos da
(assinatura)