Amor

Quero seus sais e suas águas...

Meu grande amor,

estar ao seu lado é sempre uma bênção. São nos momentos em que estamos juntos que eu me sinto mais próximo do sagrado e em maior contato com as forças da natureza.
É no toque sutil das suas unhas que eu percebo o morno roçar das brisas de verão e em seu suor está o sal que faz o mar tão doce e tão denso. Vêm da cálida ponta da sua língua os bálsamos que aliviam o cansaço do meu corpo e dão alegria à minha alma.
Nos breves sons que você emite enquanto amamos sinto como se o vento estivesse a assobiar por entre as montanhas e a lenha crepitasse na lareira, e acende em mim a força da paixão em labareda.
Sob as cuidadosas carícias que suas mãos me proporcionam resgatam-se fibras adormecidas, me anima a vontade de brindar às forças mais vitais e penetrar teu corpo com a decisão pagã de um Sátiro.
Eu amo você enquanto repousa imóvel e tranqüila como um campo à espera da semeadura, e também amo quando desperta devagar e, pouco a pouco, se torna mais receptiva e deixa brotar em seu corpo a água mais adequada e saborosa para aplacar a minha sede, como se você inteira fosse a fonte de toda saúde, prazer e beleza.
Meu amor, estar ao seu lado é a maior bênção, e é por isso que eu lhe escrevo, com toda a devoção, para dizer-lhe que preciso, urgentemente, ser novamente ungido com seus óleos, sais e águas.

Beijos do
(assinatura)