Saudade

Uma tarde de inverno...

Tarde fria de inverno. O céu muito azul e despido de nuvens recortado pelas árvores trazia-me uma bucólica sensação de paz e beleza. O vento deixava a minha pele rosada e parecia levar para bem longe qualquer sentimento ruim. Naquela tarde fria de inverno eu me sentia quase feliz...
Na praça, algumas poucas babás passeavam com bem agasalhadas criancinhas. Cachorros brincavam por entre as plantas, gorduchos e gorduchinhas resfolegavam em busca da boa forma, e legiões de pássaros dos mais diversos faziam o fundo musical. O ar puro do parque enchia o meu peito de saúde e até de esperança e eu, repito, sentia-me quase feliz, sem saber ao certo o que me faltava, naquele momento, para alcançar a felicidade plena.
Comecei a refletir sobre aquele meu ambígüo sentimento e não demorei muito para perceber que tudo o que me faltava para estar plenamente feliz era a sua companhia. O que incomodava o meu espírito era a sua ausência, a saudade de você.
Ao fazer a descoberta, dei um suspiro de alívio e comecei a escrever este bilhete com o único intuito de lhe contar o quanto você é importante para mim. Espero que você goste de saber disso e aguardo, ansiosamente, que você venha acabar com esta saudade que não quer me deixar totalmente feliz!

Um beijo,
(assinatura)